segunda-feira, 18 de abril de 2011

Mau exemplo: Aécio Neves com Habilitação vencida, nega-se a fazer teste do bafômetro




Aconteceu no Leblon, zona Sul do Rio de Janeiro. Parado numa bliz na madrugada deste Domingo, 17, o ex-governador de Minas Gerais e atual senador Aécio Neves (foto), teve sua Carteira Nacional de Habilitação apreendida após constatar-se que estava vencida e principalmente por negar-se a fazer o teste do bafômetro.

Reconhecido pelos policiais que realizavam a blitz, o parlamentar terá que pagar R$ 957 por ter se recusado a fazer o teste do bafômetro e R$ 191,54 por dirigir com habilitação vencida. Ambas são consideradas infrações gravíssimas.

Comentário do Blog:
Como senador, o parlamentar participa da elaboração e aprovação das leis no país. Na prática, talvez inagine que a lei só vale para os outros, na medida em que se nega a cumprí-la, não fazendo o teste do bafômetro. Daria bom exemplo se, como todos os mortais, fizesse o teste e sem ter ingerido bebida alcoólica, seguisse em frente.
A negativa pode ter um caráter de confissão de culpa. Afinal, como diz o velho dito popular: "quem não deve, não teme".

Até 31 de dezembro de 2010, Aécio era governador de Minas Gerais e portanto, o chefe da polícia mineira que exigia com rigor o teste de bafômetro nas ruas, por parte dos motoristas, mesmo sabendo que "ninguém é obrigado a produzir provas contra sí", o mesmo fundamento jurídico alegado pelo senador agora. Dois pesos e duas medidas? Atualmente, como senador, pressupõe-se que ele acredite que as leis são para todos. Será?

Péssimo exemplo, o do senador Aécio Neves.

Com informações do site "Confresso em Foco".

Nenhum comentário:

Postar um comentário